Espiritismo da buceta – Ilha de Java

Espiritismo da buceta

Vamos falar de forma geral no que os espíritas e  o espiritismo sai pregando por aí:
A pessoa faz uma merda nessa vida abusando do seu potencial que o seu corpo lhe proporciona , depois ela morre, vai para um local de tormentos, é transferida para um paraíso e lá , em meio a um monte de gente boazinha vestida com roupas brancas, começa a montar o seu plano reencarnatório, nesse mundo a sua culpa é o que mais gera pano pra manga, segundo os relatos, se você por exemplo foi um homem bonitinho , loiro , escravocrata que maltratava negros, você irá se sentir podre e pedir para nascer nas mesmas condições de quem maltratou vigorosamente antes. Vejam aí a bicha sociopata do plano reencarnatório ferrando com as pobres alminhas:

Alem dos pedidos de valentia que os espíritos supostamente pedem para se autoflagelarem , ainda por cima tem o problema do esquecimento da memória (se você não viu o elefante voador numa plantação de morangos é porque ele se esconde bem) , você pede pra nascer fodido e com uma vida ruim mas pede pra esquecer tudo, por isso o maior questionamento que se faz aos espíritas é por qual motivo não nos lembramos de nada, é claro que uma boa desculpa não poderia faltar para fechar a enganação em um pacote completo: fala-se então que o esquecimento é controlado por espíritos superiores para que a sua missão seja melhor realizada…



Então os espíritas pregam um mundo de faz de conta: aqui é um teatro e o mundo dos mortos é o mundo real, a humanidade veio pra cá brincar de sofrimento para voltar de novo para o mundo dos mortos para poder dizer que pastou muito e evoluiu, então sempre que se quer ter essa qualidade tão subjetiva que é evoluir, as pessoas pedem pra nascer na terra, pastar e voltar de novo pro bem bom lá no alem. Fica-se nessa brincadeira teatral de morre-e-nasce Ad Eternum na desculpa de se evoluir.

E pra se evitar a descoberta da fraude, condena-se o suicídio com toda veemência possível, afinal imagine: se o espiritismo fala que existe um mundo maravilhoso depois da morte e que essa nossa vida aqui é uma fraude temporária, sem ter uma punição severa para os que ousem por curiosidade
a ver se isso tudo é verdade, é claro que existira um grande número de pessoas se matando para constatar a teoria, o que de certa forma prejudicaria o marketing dessa religião, afinal quem se mata não volta pra contar se realmente o mundo dos mortos existe, por isso é normal todo espírita fazer um terrorismo gigantesco contra a probabilidade do suicídio.

Tem espírita que fala que se você se mata com um tiro na cabeça, você ficará no umbral mais uns 70 anos sentindo a dor do tiro que você usou contra você. Já os espíritas americanos não são tão fatais, eles dizem que o suicídio acarreta apenas você nascer de novo na mesma situação onde parou com contexto um pouquinho piorado. Não é o must?

O mundo para onde os mortos vão, segundo o espiritismo é como se fosse uma verdadeira buceta: as pessoas enterram coisas lá e elas voltam pioradas para lhe infernizar.

Todo mundo que segue indiretamente o catolicismo sem saber adora falar que as pessoas mortas vão para um local ruim no primeiro momento em que morrem, esse local é chamado de purgatório, inferno, umbral ou hades , as pessoas vão pra esses locais para sofrerem por um tempo sem paralelos na terra, um dia lá no reformatório dos mortos pode ser 20 dias ou mais aqui. Enquanto essas almas não tiverem um insight qualquer que as levem ao nirvana com uma sabedoria búdica, elas ficarão lá comendo cocô e queimando o dia inteiro, o estranho, segundo os espíritas é que essas pessoas que ficam lá, ao mesmo tempo teriam a possibilidade de darem uma escapadinha para virem ao nosso mundo fazer pequenas travessuras: empurrar velhinhos da escada, fazer pessoas pensarem em sexo anal o tempo todo, distrair  motoristas para eles baterem o carro, estimular o adultério, virarem “encostos” dos outros e fazer o pirulito cair da boca das crianças.
Realmente o mundo punitivo dos espiritas parece ser mais divertido do que o lado luxuoso onde todo mundo se veste de branco por algum motivo estético exótico.

Ora! Por qual buceta eu deveria acreditar nesse esquema punitivo mortuário se eu nunca vi espíritos ou me lembrei de supostas vidas passadas? A classe média brasileira adora essa ideia do espiritismo afinal com essa ideia eles se livram da culpa da pobreza daqueles que o cercam acreditando que todo pobre fodido foi em outra vida um homem rico lastimável, o estranho é que a quantidade de miseráveis não bate com a quantidade de ricos que morreram a 100 anos atrás, cada vez mais temos mais pobres na terra.

Para os espiritas fãs de Chico Xavier, tudo o que temos hoje no corpo é fruto de obras pretéritas mal resolvidas. Eu fico então cá com os meus botões imaginando: o que raios deve ter feito um rapaz para nessa vida nascer com um pênis maior do que os dos outros rapazes? Será que ele ajudou muito as mulheres, ou foi um eunuco que nunca teve nada na vida?
Por que o tal plano espiritual tão cheio de sabedoria decidiria que um rapaz deveria nascer com o pênis maior que o outro? Qual mérito ele deveria ter tido? Com qual intensão os espíritos decidiriam investir nisso?

Em algumas experiencias de quase morte (EQM) temos pessoas que relatam a entrada delas num grande túnel escuro que no fim termina em uma luz , alguns médicos diz que isso ocorre devido à falta de oxigenação no cérebro, de qualquer forma é inevitável a comparação desse túnel com a buceta, um órgão que recebe vidas (espermatozoides) que devem percorrer um grande túnel para chegarem a um local de grande conforto que só alguns podem entrar(o óvulo), outros não.
Muitas pessoas relatam por aí que ao chegarem ao final desse túnel, os moradores de lá são inflexíveis, eles não deixam você ficar lá por mais que você goste daquele calor pacificador de buceta que permeia tudo, então eles, os moradores ou mecanismos da buceta repelem sem pena aqueles aqueles que não foram escolhidos para entrarem dentro do óvulo. Volta que não é a sua hora ainda, dizem os “defensores” do ovário!

Já os americanos dizem que não existe umbral ou purgatório algum, cada um depois da morte, sai do corpo e se o morto não se zanga com o que lhe fez perder a vida, começa a boiar por cima do corpo e vai flutuando cada vez mais alto, vendo as cidades lá de cima cada vez mais distante até ser capturado por uma luz que se a assemelha à uma estrela, nessa estrela existe outra dimensão onde as pessoa ficam com outras pessoas mortas que fazem parte do seu grupo “teatral”, é nessa dimensão que você descansa e começa a planejar o novo corpo para nascer de novo (a gestação do ovário), depois de um tempo você faz o caminho inverso da buceta: você entra num salão computadorizado cheio de luzes, a sua cabeça encolhe e quando você vê, está na terra entrando pela buceta da sua futura mãe.

Bom seja lá como for e se existir a tal dimensão mortuária, eu bolei uma pequena hipnose onde cada um de vocês que tiveram uma boa concentração poderão brincar um pouco de ver como você foi na suposta vida passada antes de de sair da buceta da sua mãe nessa vida. A hipnose deverá ser feita em um local calmo, você deverá estar deitado e de olhos fechados num local onde não seja perturbado.
Cardíacos , gestantes e portadores de esquizofrenia não devem fazer esse relaxamento abaixo.
Não nos responsabilizamos por qualquer acontecimento provocado pelo vídeo a seguir:

Veja também: Putaria no Futebol


http://www.javanunes.com/espiritismo-da-buceta/