Banco online é relativamente seguro mas um dia vai te deixar na mão! – Ilha de Java

Banco online é relativamente seguro mas um dia vai te deixar na mão!

Os bancos online (sistemas dos bancos para operações na internet) são seguros? Bom, em primeiro lugar, devemos deixar bem claro que segurança contra hackers não necessariamente é sinônimo de confiabilidade. Eu posso ter um sistema cheio de armadilhas para hackers como geralmente os sites de bancos são porem eu posso, por exemplo, precisar de fazer alguma operação que eu sempre tenha feito normalmente naquele site e naquele dia em que você mais precisa, o serviço não funciona e ainda por cima te dá uma mensagem enigmática. Ou seja, o sistema não deixou alguém roubar o dinheiro mas também não deixou você usá-lo!

Se você está querendo abrir a sua primeira conta em um banco para gerenciá-la de forma eletrônica na internet e no conforte de seu lar, saiba: os bancos mais cedo ou mais tarde lhe darão dores de cabeça que nem eles saberão como resolver. É muito comum, devido aos gurus da  administração nas faculdades, as empresas investirem em rapidez no atendimento em detrimento da qualidade, isso chama-se produtividade, realmente se produz mais, mas o produto é pior, que nem esses eletrônicos baratinhos da China, como a maioria de nós não tem o costume de reclamar(reclamar de forma correta), a empresa vai agindo assim por padrão, obtendo lucros com menos recursos(eficiência) e se der um problema sério a ela, aí sim que ela vai gastar recursos para resolver, se não der nada, ela vai agindo assim, fazendo tudo nas coxas de qualquer jeito, isso chama-se em administração Risco Ponderado. Tipo assim, enquanto ninguém reclama do teu mal cheiro, você não toma banho e economiza mais água e luz.

Bom, se você for abrir uma conta em um banco para usa-lo de forma eletrônica, deverá saber que os sistemas dos bancos, por questões históricas compreensíveis , são em parte jurássicos e o site é apenas um rostinho bonitinho para eles, por isso, muitas operações que você for fazer na internet ou no celular, o banco só deixara fazer em horários “comportados” de família… Nada de querer fazer transferência bancária num sábado as 4 da manhã ! Isso é quase uma heresia para os bancos, a desculpa é que nesse horário os hackers se levantam das catacumbas e vão tentar atacar os sistemas bancários.

Outra coisa, o seu banco provavelmente fará propaganda que é totalmente digital, infelizmente as pessoas acreditam que esse “totalmente digital” é sinônimo de poder fazer tudo na internet, não é assim: o “totalmente digital” deles quer dizer que o banco é todo administrado pelo seus donos, diretores e a TI usando sistemas de computador, só isso! Se você por exemplo errar 3 vezes a digitação da sua senha, o banco irá dar uma “palmadinha” na sua mão e irá fazer o inferno na sua vida para ver se você é você mesmo na internet, depois de todas as questões enigmáticas que ele fazer, ele irá te mandar descaradamente na agência bancária(aquele local com 10 posições de atendimento mas só com uma pobre alma bondosa atendendo fazendo o papel de 10) pedir para mudar a sua senha, esteja você fora do Brasil, no raio que o parta, onde for, o banco não quer saber, você é que tem que ter a obrigação de morar pertinho da sua agência bancária para ir lá toda hora tomar uma café, afinal você não tem nada para fazer mesmo, não é?

Ah, outra coisa, muitos bancos partem do pré suposto que você é um miserável catador de esmolas, se um belo dia você cismar de fazer uma operação que passe dos 3 dígitos, o sistema irá fazer um alvoroço completo na sua vida e no fim ele irá te dar uma mensagem mal criada como essa aqui: “ESSA OPERAÇÃO NÃO ESTÁ LIBERADA PARA VOCÊ! TENTE MAIS TARDE.”  O “tente mais tarde” na verdade é um eufemismo sacana para te dizer que você não vai conseguir aquilo sem ir à uma agência, mesmo que você more a quilômetros de distancia de uma!  Claro, você pode tentar mais tarde se quiser até o dia amanhecer, é bem capaz deles bloquearem o seu sistema totalmente para você por essa “audácia”.

Passíveis de falha todos nós somos, porem o grande problema dos bancos é que eles agem como se falhas não existissem ou como você não precisasse reportá-las a alguém, elas se corrigem sozinhas com o tempo na mente deles, isso é que é irritante. Todo banco deveria ter um local que ao se identificar uma falha de fluxo de procedimento, pudesse abrir um chamado com protocolo para o cliente. Eu até hoje não vi banco com esse sistema.

E vou contar um caso a vocês: quando usávamos o banco online a uns 4 anos atrás, você para fazer operações bancárias necessitada de um pequeno dispositivo chamado token  que consiste em um aparelho parecido um pendrive/chaveiro que dispara números aleatórios baseados na sua conta e na data e horas do seu país. Imagine que para fazer qualquer operação bancária, você precise jogar um dado(aqueles de jogos RPG) para passar o número resultado da jogada para o sistema validá-lo, pois bem, o token é um dado mais sofisticado, pra qualquer desgraça que você faça no site do banco, o sistema lhe pede um número aleatório temporário gerado por esse token. Pois bem, o meu token após anos de uso, não funcionava mais, claro, a ideia de gerico dos bancos era dar um dispositivo eletrônico para as pessoas a imaginar que as suas baterias nunca fossem acabar! A sustentabilidade e a natureza não agradecem! viu? No primeiro dia em que eu recebi o meu token eu já sabia que ia dar merda, afinal alem dele usar bateria, ele não se desligava nunca e não permitia trocá-la! Era uma “genialidade” humana! Provavelmente fruto da correria que impera hoje nas empresas! Pois bem, quando o meu token pifou, eu fui na agência pedir outro achando que era a coisa mais trivial do mundo. Coitadinho de mim! Nenhuma agência tinha! Uma me mandava pra outra!
Fiquei com as contas paradas e o meu banco não sabia como resolver essa questão, mas o pior é que ele não tinha fluxo de abertura de chamado para a resolução do problema. Parecia que eu era o único com esse problema no mundo e ninguém poderia fazer mais nada a não ser rezar para Virgem Maria renascer e resolver o meu caso. Parece até que o banco é uma entidade biológica natural administrada por pessoas: ninguém sabe como nasceu, ninguém manda, ninguém controla, apenas alimenta pra ver no fim onde vai dar.
Para eu resolver esse problema, eu tive que abrir uma reclamação formal no Banco Central, logo então eu tive uma resposta cheia de pompas! Aí sim o problema foi resolvido, é como se o Banco Central fosse a mãe dos filhos encapetados.

Teve também uma outra ocasião “engraçada” que aconteceu comigo, eu havia pedido pelo banco online um cartão para viagens. Ele chegou mas sem a senha! Não é esplêndido? Eu estava crente feito uma anta que dentro do banco online eu poderia mudar ou criar a maldita senha do meu cartão. Que ousadia a minha! Achar que um banco deixaria eu mudar uma senha assim como quem muda a senha em uma rede social! Dentro do banco online existe requintes de maldade: eu achei o local para criar a senha sim, mas no fim ele me alertou que a senha era temporária e que para completar o enigmático processo, eu teria que me deslocar até a minha agência e fazer a consagração da senha milagrosa em um caixa eletrônico(o totem divino), então eu não perdi tempo, me dirigi à uma agência nos confins do mundo, viajei entre criminosos, assassinos e estupradores, eu até consegui chegar lá vivo, imagine! Então eu enfiei o cartão no caixa eletrônico, ele me solicitou a senha temporária , coloquei e depois ele me deu um aviso  não menos enigmático: “SENHA TEMPORÁRIA PENDENTE” , o problema é que o aviso não vinha com nenhum botão, dica, mantra, rito cabalístico ou mapa em braile me dizendo como eu poderia resolver essa situação. Eu chamei o gerente( pessoa de terno aparentando ter duas faculdades e um mestrado em economia) , ele ficou tão perplexo como eu e disse que não tinha como proceder, ele delicadamente me ofereceu o telefone do banco para eu ligar na central de cartões. Eu liguei , atendeu uma moça que me disse que não poderia gerar uma senha pra mim e que eu fosse à uma agência bancária ou usasse o aplicativo milagroso do meu banco no celular que ele resolveria todos os meus problemas. Ao viajar de volta para a minha casa, abatido por ter perdido o meu dia numa agência frívola e asséptica de banco, nem tomei banho como de costume, fui logo abrindo o tal aplicativo do banco, a sacanagem máxima é que ele me fez digitar duas senhas para depois mandar eu terminar o processo no caixa eletrônico do banco!
Joguei os cartões no lixo e preferi pegar dinheiro em espécie mesmo, dane-se se eu vou ser assaltado por um maladrão valente e espertalhão na rua, o que importa é que eu tenho um banco online tão seguro que não sabe mudar a senha de um dos seus cartões. Sim, pasmem, o banco não tinha sistema, pessoa ou entidade milagrosa que faça o cartão ter uma senha, é tudo pela minha segurança!

É muito comum também, muitos bancos online, mesmo sabendo que você não pode fazer uma determinada operação, deixar você preencher vários campos, passar por várias páginas, para no fim te falar:
“A operação não pode ser feita nesse horário” ou então “Acesso negado para esse CPF”.
Ora bolas! Se a operação não poderia ser feita, por que então deixou começar?  Eu não entendo a lógica desses sistemas. É o prazer na “trollagem”?

Também existe o capitulo à parte que é o GUARDIÃO,  ele consiste em um programa que o seu banco online invasivo manda instalar no seu pobre computador e que teoricamente lhe protege de fraudes que outros programas maliciosos tetam empreender quando você abre o site do seu banco. Esse guardião é um executável que ao contrário dos seus usuários, só usa alguns sistemas operacionais para poder funcionar, alem de ditar que sistema operacional você tem que usar na sua máquina para acessar o banco online, em alguns casos, esse mesmo guardião deixa o computador lento, travando e até mesmo instável e sem ele você não consegue acessar a sua conta. É como se cada vez que você fosse ao banco físico, você tivesse que levar um segurança para entrar no banco, sem ele, você não entraria. As vezes eu uso o sistema operacional FreeBSD para escapar dessa desgraça sem o banco saber, mas acontece que o FreeBSD não faz um punhado de coisas que o meu Fedora Linux e Ubuntu fazem numa instalação default. Ou seja, se você usa algum sistema operacional bizarro ou antigo demais, talvez você não possa usar o seu banco online nele!

Ah tem mais, site de banco , infelizmente não é igual a agência: de tempo em tempo eles cismam de MUDAREM TUDO e justamente a mudança acontece naquele dia em que você tem mais pressa em usar o sistema.
Sim, sistemas de banco online são efêmeros, um belo dia, tudo muda, o seu computador é bloqueado e você tem que ir à agencia pedir benção do gerente para tudo voltar a funcionar! Sim, você usa a vida inteira o banco online em cor bege e branca, num belo dia qualquer ele acorda preto e vermelho, com os menus todos escondidos no rabo do designer gráfico que o projetou, tudo porque a entidade banco assim o quis.

 

Lição de casa: se você quiser ter um banco online , eu recomendo que você alugue um apartamento em um flat ao lado dele. A internet nesses casos é só para você lembrar que tem contas no banco para pagar, mais nada.

Se você quer usar o seu banco online e se preocupa com ataques de ladrões virtuais e programas maliciosos , é bom saber que isso realmente é um motivo que merece a sua atenção mas isso não acontece só no mundo eletrônico , no mundo real também é assim, no Brasil, é praticamente certo se você tirar mais que R$ 999,00 na boca do caixa e sair na rua, ser assaltado logo em seguida, é quase matemático, parece que o ladrão tem poderes de adivinhação , é incrível ou nem tanto… Sendo assim não podemos achar que as coisas ruins só acontecem na internet, a internet nada mais é que um rede feita por seres humanos que reflete a realidade.


http://www.javanunes.com/libertadores/banco-online-e-relativamente-seguro-mas-um-dia-vai-te-deixar-na-mao/