As atualizações de sistema ajudam a poluir o mundo

Você já deve ter se acostumado a toda hora abrir um aplicativo em seu celular e ele lhe obrigar a atualizá-lo mesmo que seja só para inviabilizar o seu uso, pois bem, embora muitas pessoas digam aí que atualizar tudo é sempre bom, melhora a segurança e performance, isso é verdade em partes:

Se a atualização do software acontece com intuito de se trocar um código ruim por um mais eficiente, provavelmente o software ficará mais rápido. Ok, mas na maioria das vezes as atualizações são para trazer novos recursos e combater erros de segurança, o que acaba exigindo um código maior e consequentemente que exige mais memoria e tempo de processador para rodá-lo.

Isso enquanto o seu equipamento é novo não irá fazer muita diferença se a empresa que faz o software não cometer algum erro grave, provavelmente o seu equipamento irá rodar normalmente a tal solução, acontece que o frenesi dos empresários para criar coisas novas por impulso rapidamente não tem limites. Hoje o seu programa atualiza pra isso, amanhã para aquilo, depois para mais aquilo outro e no fim o seu programa acaba virando o que chamamos em programação de
“Canivete Suíço”, um programa que faz mil coisas e que o usuário para viver bem com ele só utiliza cinco… Com o passar do tempo o programa vai tendo tantos recursos, tantas firulas por caprichos dos empresários e desenvolvedores que no fim o seu equipamento fica trabalhando com milhares de processos desnecessários para manter aquele programa rodando , ocupando mais tempo de processador e consumindo mais memória, o que acaba tornando tudo mais lento, pesado e sofrível.

Smartphones e sua relação com a poluição e impacto no meio ambiente

Por fim você acaba tendo que comprar um novo equipamento para aguentar aquele programa, sendo que o seu equipamento poderia durar muitos anos se fosse utilizado de maneira a explorar os mesmos recursos da época que foi lançado, infelizmente somos iludidos e achamos que um celular um pouquinho mais velho já não serve mais para nada, mas lebre-se, a alguns anos atrás era preciso um andar de prédio inteiro para fazer o processamento que esse celular do seu bolso faz.

Ok, o dinheiro é seu, você compra o que bem entender, mas pense: o seu computador ou celular não dão em árvore, você já pensou quantas crianças são escravizadas, mortas ou sei lá o que para se obter os materiais que vão na sua poderosa e perigosa bateria de lítio? Imagine que para o seu celular/computador existir é preciso extrair ferro, cilício, cobalto, estanho, cobre, cristais, plástico, petróleo, ouro e mais um punhado de coisas que nós não sabemos, acrescente a isso tudo o fato de que você não irá querer um produto frágil que degrade rapidamente, ou seja, a natureza terá um trabalho quase impossível de fazer aquilo tudo voltar a ser o que era antes, ficando assim por muito tempo no meio ambiente antes de sumir, esse “muito tempo” é pra cima de uns 100 anos! Agora imagine que tudo isso é multiplicado por milhões de celulares e computadores fabricados incessantemente por dia, afinal o mandamento do capitalismo é ser produtivo eternamente mesmo que os recursos sejam finitos, aí depois de todo essa devastação planetária para fazer o seu lindo computador ou celular, o sistema operacional deles começa a ficar pesado devido a tantas atualizações cheias de “novidades” , alem dos softwares de terceiros que mesmo sendo ridiculamente simples as vezes, cismaram só pelo fato de se ter internet até no bueiro, que você tem que atualizar. Com tantas atualizações trazendo na maioria das vezes mais tarefas ao seu processador, acaba que você nota que o seu equipamento está muito demorado para responder e então o joga no lixo para comprar outro, imagine que esse mesmo comportamento está sendo feito por umas 3 bilhões de pessoas no planeta a cada semana. Você tem ideia do impacto que essas atualizações causam então ao planeta?

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *